Chiclete

Ele andava pela rua. O relógio marcava quatro da tarde. O dia de verão trazia aquela sensação estranha de melado no corpo, mas ele não ligava. Nem podia dar mínima, era uma criatura muito nova, tina apenas três anos. O bafo quente de um dia de verão, insuportável, dava lugar a uma ventania de chacoalhar tudo na cidade, árvores desfolhando. Vinha chuva por ali. No colo de sua mãe ele sentiu arrepios, se encolheu, se retorceu.

De repente, sentiu, de maneira como nunca havia sentido antes, a força da natureza: “TRUUUUM”. Disse à sua mãe: “TROOOVÃO!”.

O transito estava piorando, aqueles outros dois estavam entediados. Não havia motivos para eles estarem assim, mas eles estavam. Acabavam de sair do estúdio. Gente de fora. Custo alto. Atraso da banda. Mas mesmo assim o dia, que começou ás 5 da manhã, fora produtivo. A gravação saiu. Agora o computador preto, bem melhor que o branco, ia dar uma forma nova forma àquele som. Inédita, esperavam. Mas estavam entediados. Nem estavam escutando nada.

“TROOOVÃO!”.

“O que foi isso?”.

“O que é isso?”.

O menino então, no colo da mãe, lhes oferece o chiclete. “Três por cinco”

O sinal abre. O carro arranca. Os dois estão diferentes. Se entreolham.

“Você ouviu aquilo?”

“Tá brincando? Que sonoridade. Eu nunca ouvi dito daquele jeito”.

Um pegou o gravadorzinho do porta-luvas e repetiu as mesmas notas, a mesma frase.

Uma palavra modulando de cima para baixo e depois para cima normalmente: “TROOOVÃO”

“Isso vai dar samba.”

“Bossa-nova, olha só aqui esta idéia”

Os dois repentinamente começaram a assobiar balançando a cabeça para frente e para trás. Esperavam não esquecer daquilo jamais.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: