Obama e o sistema de poder norte-americano

Barack Hussein Obama é o novo Presidente dos Estados Unidos. Fascinante. Quem diria 5 anos atrás que um mestiço de negro com branca e filho de muçulmano iria parar na Casa Branca? Imagino que ninguém. Sem dúvida, a eleição do Obama é por si só positiva para a história da humanidade: Em todo o mundo, desmoraliza o pensamento racista e abala o pensamento fundamentalista religioso. Com o seu perfil globalizado, o Obama representa o mundo integrado do século 21. 

A eleição do Obama e as expectativas que ela gera nos oferece uma ótima oportunidade para refletirmos sobre como funciona o sistema de poder político norte-americano. Ele funciona exatamente como qualquer outro sistema de poder. Ele está inserido dentro de uma lógica de interesses intrinsicamente humana. O sistema de poder político norte-americano funciona através de brigas geradas por interesses conflitantes e através de consensos para a manutenção de interesses coincidentes.

Mesmo parecendo trivial a idéia, vejo que a grande maioria das pessoas discorda, tomando partido em dois extremos opostos.

Há os que pensam que o sistema de poder político norte-americano é imutável e totalmente consensual. Ele funcionaria por si só, e os presidentes seriam meros objetos decorativos. Estas pessoas pensam que a verdadeira política americana é controlada pelos lobbies de interesse privado em Washington, e que idéias estratégicas de longo prazo são moldadas secretamente em Think Tanks pouco transparentes, controlados sabe-se lá por quem.

Eu digo que este pensamento é absurdo. Em qualquer esfera de existência humana há dissidência e não haveria razão para ser diferente dentro dos mais altos escalões de poder norte-americano. Há evidências para se pensar que existem projetos de país diferentes, visões de mundo dissonantes, e interesses conflitantes entre os grupos políticos de Washington. Por exemplo, existem os que ganham muito dinheiro com o petróleo e que por isso não querem mudar a matriz energética do país tão cedo (a turma do Bush), e existem aqueles que ganham pouco com o petróleo e que vêem diversas vantagens em mudar a matriz energética do país(turma do Obama). Outro exemplo, os Republicanos em geral não são favoráveis à criação de um Estado de bem-estar social subsidiado pelos cofres públicos. Os Democratas, ao que parece, querem trazer à tona esta política que surgiu nos anos 1930, e de que muito economista sério discorda. Nestes dois exemplos, o Obama e seu grupo representam uma mudanca em relação ao governo Bush. Não digo que são necessariamente para o melhor, mas representam claramente uma mudança. 

Existem também as pessoas que pensam que a vitória do Obama representa uma mudança radical na estrutura de poder norte-americana, pessoas que acham que os Estados Unidos deixariam de existir do jeito que são hoje.

Estas também estão erradas, porque existe uma medida de verdade em todas as idéias de seus antagonistas. O sistema de poder norte-americano não é imutável mas possui pontos de consenso entre seus atores, pontos que por serem consensuais não mudam. Os lobistas de interesse privado também governam o país, tendo um poder relativo, mas muito forte. Os Think Tanks, mesmo não sendo soberanos, tentam moldar políticas de longo prazo secretamente e algumas de suas diretrizes são seguidas. Se não fosse assim, eles não existiriam.

Além disso, muitas decisões políticas são realmente de interesse nacional. Por exemplo, é de interesse nacional manter a hegemonia militar norte-americana no mundo. É de interesse nacional manter o país economicamente forte (pelo fracasso do Bush na economia, alguns republicados votaram no Obama). Ou serem second to none em ciência. Estes consensos não mudam nunca e nem haveriam de mudar. 

Considerando que o conflito é da essência do ser humano e que a história do homem só evolui através dele, vejo como uma grande virtude do Obama querer ter no seu governo um “time de rivais”, com idéias dissonantes dentro da Casa Branca, baseado na melhor tradição política norte-americana que veio de Lincon — um Republicano. 

Enquanto isso no Brasil, …

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: